EnglishPortuguese

Número de jatos executivos no Brasil cresce 8,7%, diz Abag

Compartilhe

O segmento da aviação executiva no Brasil fechou o primeiro quadrimestre do ano em alta. Segundo um levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Aviação Geral (Abag), em abril deste ano, o número de jatos executivos cresceu 8,7%, totalizando 749 aeronaves. Em abril do ano passado eram 689. Ou seja, 60 novos jatos foram integrados à frota brasileira.

Além dos jatos, a quantidade de turboélices também cresceu no primeiro quadrimestre do ano, com uma alta de 12,95%. Agora, o total de aeronaves dessa categoria na frota da aviação executiva é de 1.462. Em abril do ano passado eram 1.295 aeronaves.

Já em relação ao volume de operações, a aviação geral — setor que inclui todas as atividades da aviação civil, exceto o transporte aéreo público de passageiros ou de cargas, realizados por companhias aéreas —, segue registrando números positivos. No acumulado de janeiro a abril de 2022, foram registrados 120 mil pousos e decolagens, contra 350 mil ao longo de todo o ano de 2021 e 281 mil em 2020.

O aumento contínuo ao longo dos dois últimos anos se deve ao transporte de serviços essenciais, como vacinas, medicamentos e oxigênio para regiões mais distantes. Além disso, durante a pandemia de Covid-19, houve uma redução drástica dos voos domésticos, o que fez mais pessoas buscarem o transporte privado.

A Abag promove, entre os dias 9 e 11 de agosto, a Labace, maior feira de aviação executiva da América Latina. E a Amaro Aviation estará presente no evento pela primeira vez, para apresentar ao público o Pilatus PC-24.

Explore mais

Crianças a bordo, e agora?

Viagens com crianças e bebês: como funciona?  Viajar com crianças é uma experiência incrível para os pequenos, mas requer planejamento. Antes de tudo, é importante

Leia mais »