EnglishPortuguese

Como funciona o serviço de bordo na aviação executiva?

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

O serviço de bordo da aviação comercial e o da aviação executiva são bem parecidos entre si, mas existem diferenciações, como o briefing do voo, atendimento a bordo, entre outras questões. A principal semelhança é que ambas as tripulações devem estar sempre atentas às necessidades dos passageiros para oferecer o atendimento adequado. Entenda as principais diferenças:

Serviço de bordo na aviação executiva

O atendimento da tripulação é bem mais simples e dinâmico do que na aviação comercial. Isso porque, a aeronave é menor e também comporta menos passageiros do que os voos comerciais. Sendo assim, o ambiente torna-se mais confortável para quem está a bordo.

Na verdade, o trabalho da tripulação nos jatos executivos depende da capacidade da própria aeronave e da empresa contratante. Algumas aeronaves possuem estrutura completa, como fornos e geladeiras, por exemplo. Outros, não.

Para aqueles que desejam se tornar comissários de bordo de aviação executiva, existem escolas homologadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que oferecem cursos para estes profissionais.

Serviço de bordo na aviação comercial

Na aviação comercial, o serviço de bordo é mais desafiador, devido ao número de passageiros e ao porte da aeronave. Neste caso, existem algumas etapas para garantir que o voo será realizado com segurança. A primeira é o briefing do voo, que é  definido em uma reunião entre a tripulação. Logo em seguida, os comissários e aeromoças checam se todos os itens atendem aos padrões de segurança, incluindo banheiros, portas, janelas, entre outros.

Na hora do embarque, a tripulação organiza a entrada de passageiros no avião, ajudando no armazenamento das bagagens para garantir o equilíbrio da aeronave. Antes da decolagem, os comissários e aeromoças verificam se todos os passageiros estão com os cintos afivelados e fazem a vistoria das portas de emergência.

Logo em seguida, passam as instruções para os passageiros, geralmente em dois idiomas: português e inglês. Durante o serviço a bordo, a tripulação está a postos para atender às necessidades dos viajantes. Outras tarefas dos comissários são: auxiliar o comandante e copiloto a finalizar as tarefas dentro da aeronave, oferecer suporte em momentos de pânico e gerenciar conflitos entre passageiros.

Os profissionais que realizam serviço a bordo em voos domésticos também devem realizar cursos em escolas autorizadas pela Anac.

Explore mais

Open chat