EnglishPortuguese

Crianças a bordo, e agora?

Compartilhe

Viagens com crianças e bebês: como funciona?

 Viajar com crianças é uma experiência incrível para os pequenos, mas requer planejamento. Antes de tudo, é importante consultar o pediatra, caso o bebê ainda não tenha completado um mês, pois alguns médicos recomendam esperar pelo menos 28 dias para a criança viajar em aeronave comercial ou mesmo jato privado. Para recém-nascido de até 7 dias, é possível que a companhia aérea solicite autorização médica, atestando a condição de saúde da criança e da mãe.

Documentação

 As regras podem variar de uma empresa aérea para outra. Mas, via de regra, em voos domésticos, é sempre bom ter em mãos o documento de identificação com foto. Se não tiver, a Certidão de Nascimento é válida.

Também é importante levar algum documento que comprove parentesco ou autorização do responsável, caso a criança esteja acompanhada por alguém maior de 18 anos que não possua a guarda. Essas regras são válidas para quem tem até 15 anos.

Os maiores de 16 anos já entram nas mesmas regras dos adultos e podem apresentar o RG ou passaporte para embarcar.

Viagens internacionais

 Acompanhados dos pais ou responsáveis

  • Passaporte brasileiro válido.

Acompanhados de apenas um dos pais 

  • Passaporte brasileiro válido;
  • Autorização expressa do outro genitor, por meio de documentação autenticada em cartório.

Desacompanhados ou acompanhados com pessoa maior de 18 anos autorizada pelos pais ou responsáveis: 

  • Passaporte brasileiro válido;
  • Autorização expressa do outro genitor, por meio de documentação autenticada em cartório.

Viagem em aeronaves particulares

 Antes de embarcar, certifique-se de que não esqueceu nada. Consulte o pediatra para saber quais alimentos são recomendados para as crianças, dependendo da idade, e solicite à companhia que cuida do serviço de catering um cardápio apropriado, ou se preferir, leve de casa. Também procure um lugar confortável para a criança ficar. O bebê conforto ou carrinho, por exemplo, podem ser acomodados no assento da aeronave.

O que não pode faltar na mala

 Para organizar as malas dos pequenos, é preciso pensar em praticidade e não arrumar de última hora. Leve documentos, roupas confortáveis ou agasalhos, calçados, medicamentos, produtos de higiene pessoal, dentre outros.

  • Documentos: RG, Certidão de Nascimento, cartão de vacinação e autorização, se for o caso.
  • Roupas: Blusas de frio meias, shorts, camisetas, calças, protetor de ouvido, casaco, peças íntimas, entre outros.
  • Calçado: Chinelo, sapato, tênis e sandália.
  • Itens de higiene e acessórios: suporte para o pescoço, lenço umedecido lencinhos para a boca e outras finalidades, escova de dente, fralda, mamadeira e chupeta para crianças menores.
  • Dependendo da idade, vale a pena levar um kit de brinquedos, lápis de cor e papel, gibis e, claro, tablets para passarem o tempo de forma mais divertida.

Explore mais