EnglishPortuguese

Setor da aviação geral mostra recuperação em 2021

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

A Associação Brasileira de Aviação Geral (Abag) divulgou dados sobre a movimentação de voos nos 34 principais aeroportos do Brasil nos últimos três anos. O levantamento mostra que o volume de tráfego da aviação geral superou os patamares pré-pandemia.

De maio a setembro de 2021, o volume de voos da aviação geral foi de 152.400, alta de 0,93% em relação ao mesmo período de 2019, que registrou um total de 142.200 voos. Os números mostram uma leve retomada do setor em relação ao período pré-pandemia.

A aviação geral engloba atividades como voos de treinamento, jatos executivos, resgate aeromédico e asas rotativas. A recuperação do segmento tem impulsionado a demanda crescente por jatos executivos. Isso porque, a flexibilização das medidas de isolamento social e o apelo pela aviação privada para atender necessidades de conectividade dos empresários levaram ao aumento da procura por voos executivos.

Uma das modalidades da aviação executiva é a propriedade compartilhada, um dos segmentos em que a Amaro Aviation atua. Trata-se de uma alternativa viável para que deseja comprar um jato executivo pagando menos, mas com um bom custo-benefício. É possível adquirir uma aeronave por meio de uma cota, em conjunto com outros sócios.

Em 2020, houve uma redução no número de voos, devido à pandemia de COVID-19. Tanto o segmento da aviação geral quanto o da aviação comercial sofreram os impactos da crise sanitária mundial, que tem afetado diversos setores da economia. No ano passado, o volume de tráfego da aviação geral foi de 281.300 voos.

Explore mais

Open chat